domingo, 28 de dezembro de 2014

Lista de desejos


Independentemente da época do ano, sempre fui fã de listas. No meu Moleskine tenho várias delas, sobre variados assuntos: compras, viagens, controle financeiro, livros lidos... Ultimamente, porém, tenho adorado alimentar listas de coisas menos palpáveis, como uma lista de "gratidão", onde elenco tudo que tenho valorizado no meu dia a dia e, claro, uma lista de itens  não materiais  que desejo para minha vida, como aprendizagens, paz, saúde, bem estar...

Nesse ano, fiquei feliz ao observar que pude cumprir muito dos objetivos traçados, pelo menos os que dependiam exclusivamente de mim. E agora reflito para direcionar meus votos pessoais por um ano onde eu possa exercitar mais a minha paciência e tolerância, e ser agraciada por bençãos e afetos.

Desejo a todos um 2015 permeado por leveza, delicadezas e gentilezas.

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Natal de paz

 Tenho buscado simplificar tudo na minha vida, inclusive o Natal... Já comprei no mês passado os mimos que vou dar aos meus familiares, pois quero fugir agora de shoppings  e lojas cheios. Infelizmente trabalho numa região que é meio que o olho do furacão das compras, então atravesso um mar de gente até chegar ao trabalho. Mas só de saber que não preciso entrar em lojas, enfrentar filas para pagar ou ter que ainda pensar no que darei de presente me sinto muito aliviada.O que falta fazer, e o farei hoje, é colocar alguns cartões natalinos nos Correios, pois esse é um hábito nostálgico que ainda gosto de cultivar, sobretudo para afetos distantes que não usam ainda emails ou outros recursos da internet. No mais, quero ter tempo em casa para rever filmes com histórias natalinas, preparar alguns biscoitos caseiros, fazer as rabanadas que minha família tanto gosta para a ceia, ouvir meu filho tocando "Noite Feliz" no piano, e estar pertinho dos que tanto amo...

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Amarelou

 Definitivamente, amarelo não é uma cor que eu costumava apreciar. Tanto que, pensando aqui, percebo que atualmente não tenho nada nesse tom no meu guarda-roupa (nem mesmo acessórios). Na decoração de casa também não havia nada em amarelo, até eu ganhar uma almofada fofa nessa cor e adorá-la! Creio que o amarelo começa a me conquistar... Tanto que adorei o armário amarelo nessa cozinha das fotos (daqui).